quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

não há cá resumos

dizer que tudo muda com a mudança do ano? seria inocente, talvez - porque nada se altera com um estalar de dedos. ainda que não existisse essa passagem - novos meses, novas estações - os meus planos, sonhos, desejos viveriam sempre no meu coração, na minha cabeça. vontades são sempre vontades e é inabalável a força que pode ter pensar que podemos alcançar qualquer coisa e que, inevitávelmente, tudo pode correr bem. menos mal. melhor que antes. para mim não há o ano da minha vida, porque um ano é construído por meses, semanas, horas, que tanto podem correr com o vento, às mil maravilhas, como também podem mostrar-se escuros, trépidos, tristes e melancólicos. a vida é feita de escolhas, de acontecimentos, de maneiras de olhar para o mundo, e é isso que define cada dia do ano, doze meses recheados de decisões, acções, sentimentos. é por isto que gosto de dizer que, quando tudo está bem no presente, foi preciso passar por coisas menos agradáveis, provar o amargo, para saber que, no final de contas, não mudávamos nem uma palavra nos nossos discursos, nem um passo no nosso caminho, nem mesmo a pior tempestade que nos levou a casa. há sempre o querer-fazer-tudo-diferente-e-melhor, que é tão promissor. e aí é só ver o céu prateado atrás das nuvens e entender que não importa que o ano mude, se não mudarmos em conjunto com ele. porque os sonhos, esses acompanham-nos mesmo quando tudo se mantém na mesma.

3 comentários:

Inês disse...

Não podia estar mais de acordo contigo ;)

Cátia Mourisca disse...

HAPPY NEW YEAR, :)

Cynthia Brito disse...

Perfeito esse texto, meu anjo! Agoooora mesmo acabei de postar algo sobre isso. Todo ano é todo ano, tudo muda conforme nós mudarmos... as coisas não mudam porque querem né verdade?

Beijinhos, ótimo 2011 pra vc, ash e isso são apenas meus votos de felicidades viu? Não esqueça. :D