sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

do personalizar

antes achava uma parvoíce, uma verdadeira perda de tempo, uma coisa sem pés nem cabeça. mas este ano ganhei-lhe o hábito, e é ver-me personalizar todos os meus cadernos, blocos e pastas. aprendi com alguém que é sempre bom tem o caderno bonito e organizado, especialmente por fora, que é onde se vê melhor a criatividade de uma pessoa. recorto (ou peço recortes a alguém, mais frequentemente) revistas, imprimo imagens, colo flores, das verdadeiras. e ficam simples, mas ao mesmo tempo muito elaborados, muito trendy, muito à minha maneira, ao meu gosto. com as coisas que mais se tornaram especiais, aquela fotografia, um bilhete de cinema, frases feitas, imensas cores, feitios e emoções. mas sempre, sempre especiais. e mesmo que durem apenas para um ano, ficam constantemente na memória, na estante ou na gaveta, onde os podemos olhar, e lembrarmo-nos do quanto de nós depositámos numa mera capa, de um qualquer caderno.

3 comentários:

filipa alves disse...

antes era muito assim quando era mais nova fazia todos os macacos que vi-a lol
a ultima vez que personalizei o meu caderno foi com boas frases que vi-a e gostava e ate mesmo que me diziam.

'Mimi disse...

Adoro :) Dá uma marca pessoal às nossas coisas :)

Cheerio disse...

Eu também fazia isso nos meus cadernos, embora não usasse coisas especiais como tu referiste. Eu tinha sempre medo que não fosse ficar bem, então preferia guarda-las sãs e salvas =)

Pode parecer estranho, mas eu sempre imaginei a minha casa com um quarto só de livros e uma poltrona super confortável à janela...