segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

fechas os olhos

dás um valente suspiro, e esperas, esperas muito e com muita força que, talvez um dia, todos percebam que o amor não se cinge a um dia. porque ainda que hoje não lhe possas dedicar toda a tua atenção e carinho, há sempre um amanhã repleto de abraços, de conforto, sem pressas. afinal, é disso que é feito o amor - de cinzas que se reconstroem todos os dias, e cada vez melhores.