quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

sabes

aquela camisola, pela qual te apaixonaste à primeira vista, mas de imediato percebeste que não precisavas dela - só que o desejo era tanto, que davas qualquer coisa para a trazer contigo - e deixaste-a, sozinha de novo numa daquelas montanhas de roupa, abandonando a loja com vontade de resmungar a todas as pessoas que ponderassem passar as vistas sobre ela? estás a ver? aquela camisola, que esperou por ti apesar de tudo - como se de um sinal se tratasse - e ainda te fez o favor de descer o preço, só para que não pudesses mais resistir à tentação? e agora, sabes o que é chegares à escola, e completamente de surpresa, alguém te diz tenho uma coisa para ti!; o que é?; comprei-te a tua camisola preferida. não é por te dar roupa, mas sim por se lembrar sempre de cada pormenor acerca de ti, que esse alguém está sempre no pódio do teu coração - e não deixes que te fujam - entendes?

5 comentários:

Lady Me disse...

Pois é. São gestos que não se esquecem. Não é a peça de roupa é o pormenor :)

Lady C disse...

acontece-me o mesmo em relação a roupa, vezes e vezes seguidas. só me falta é ter alguém que se lembre desses pormenores (e nao propriamente, que ande por ai a comprar-me roupa).

Abby Richter disse...

lindo! :)

Joana disse...

não deixes mesmo! Hold on tight, amo-te e vou-te dar sempre as prendas que quiseres e que a minha carteira suportar (L)

Matilde disse...

são pequenos gestos como esse que se vê, quem realmente gosta de nós e não se esquecem de pormenores, tal como disseste, não por ser uma blusa, mas não se esqueceu que tu gostavas daquilo.