quinta-feira, 10 de março de 2011

são sacrifícios

não me levem a mal, mas eu até gosto de estudar. calma lá, que não sou louca por me fechar entre quatro paredes e não sair do quarto que nem toupeira, perder de vista o mundo lá fora e dormir agarrada aos livros - vivia muito bem sem eles, se vivia. o que acontece é que às vezes também sinto falta de ler coisas sérias, daquelas psicologias sinceras, as teorias acertadas, que vêm em livros gordos com letras pequenas (mas bonitas). é que quando uma pessoa sabe que gosta, que domina, ou até que abraça a dita matéria com todo o prazer, a coisa torna-se muito mais fácil, a motivação sobe os degraus instantaneamente e o tempo voa, porque é muito mais agradável usar os marcadores novos em livros que valem a pena, é muito mais aprazível sacrificar preciosos minutos do nosso tempo a causas atraentes, por assim dizer. então e quando não se compreende nada daquilo? quando o que salta mais à vista no meio dos livros são só as imagens? aqueles assuntos que nos deixam com uma cara pior que quando lemos um qualquer texto em chinês? essas, mais vale arrumar a um canto e seguir com a vida, porque há  tempos e tempos, e a maior parte das horas que dispensamos a tentar espremer dali qualquer gota de sumo, acabam por não indemnizar as tremendas dores de cabeça com que se fica (já para não chamar para aqui a frustração). e agora, o que é que eu faço àqueles livros de matemática que estão mesmo ali à minha espera?

4 comentários:

simple writer disse...

estudar tem de ser para no futuro sermos alguém :)

Dommin disse...

acho que é muito bom gostares minimamente de estudar :)

Lady C disse...

Estou totalmente de acordo contigo :)

Maria Café disse...

acho que ninguém te leva a mal. não perdemos nada por estudar, pelo contrário, ganhamos muito. eu também gosto de estudar e tenho saudades de começar outra vez ;)

beijinho*