sábado, 3 de setembro de 2011

sempre para melhor

antes, tinha de estar constantemente a recordar-me porque é que era feliz. sentia-me a pessoa mais melancólica e desgostosa de sempre. ouvia, vezes sem conta, um "porque é que estou feliz?" a latejar na minha cabeça. e isto acontecia hora após hora, dia após dia, sempre que me atrevia a delinear um sorriso - lá estava ela, a pergunta mais famosa do questionário, a tentar mostrar-me porque é que me ria tão descaradamente. hoje em dia, sou tão mais feliz. não é que a memória não me falhe e me esteja sempre a deixar post-it's espalhados pela casa com as 1001 razões para eu ser a felicidade em pessoa. é que agora, de tanta coisa que me lembro para ser feliz, tenho de estar incessantemente a recordar-me do que é que existe para não o ser. e das duas uma: ou a minha vida deixou as coisas más para trás, ou os meus olhos deixaram de as ver no caminho.

9 comentários:

Inês disse...

Obrigada Susana :)
Muitas das vezes não há necessidade de nos questionarmos mas sim de assumirmos a nossa felicidade perante os outros. E quando estamos/somos felizes não há mal que nos impeça de continuar o nosso caminho :)

mari disse...

que os teus olhos vejam sempre as coisas boas ;) ...

Rita disse...

Curioso: eu a dado momento tambem tenho uma urgencia em recordar pelo que me devo dar por agradecida, nao que duvide da minha "felicidade" mas talvez para encontrar um sabor mais doce no dia-a-dia.

Danii disse...

É verdade, tem de ser aos poucos :s

S' disse...

fico feliz por ti :) gostava que a minha vida estivesse um bocadinho assim.

Danii disse...

sim, ela disse para eu ver se a minha mãe me deixava ir, mas duvido :c

Je'ssica disse...

Tenho um selo para ti na minha página de selos :) é logo o primeiro beijinhos :D

Green disse...

Vale tudo para ser feliz.

Palco do tempo disse...

é como dizem se queres ver a vida sorrir-te, sorri-lhe também :)