terça-feira, 22 de novembro de 2011

parecendo impossível

começo a acreditar nisto, e assim, a abrir mais o coração para os nossos erros de mãe e filha.