domingo, 26 de agosto de 2012

1 e 1/2

Na verdade, não há um dia em que não pense em ti. Nem que seja só por um segundo. A última chamada que fizemos, o som de que já não existia ninguém do outro lado aos meus ouvidos. Não a partir daquele dia. Na verdade, não há um dia em que não pense em ti. Mas já não é da mesma maneira. Da mesma maneira obsessiva, incessante e perfeitamente desmesurada; quase cega. Agora são só fragmentos, rectângulos perfeitos - do que antes era uma fotografia só. Não me dei conta do tempo que já correu, dos dias em que o sol já se pôs e com ele levou mais uma parte de ti. O vento que me bate na cara e foge, carregando o teu cheiro e a tua voz. Na verdade, não há um dia em que não pense em ti. Quer seja para te odiar ou para me rir com as memórias felizes. Para te comparar os abraços e os beijos alheios. Ainda bem que foi assim. Ainda bem que não há um dia em que não pense em ti. Que não há um dia em que não passe pela perfumaria e queira cheirar o teu perfume, qual enjoo. Que não há um dia em que não me lembre das tuas frases e do quanto não preciso mais delas para viver. Porque os dias passam, as memórias ficam, mas o jeito perde-se. O coração cansa-se de percorrer a minha e a tua, qual nossa, história e esquece-se da tua cara de parvo. Na verdade, não há um dia em que não pense em ti. Nunca vai haver. Mas que isto não te sirva a felicidade, porque tal como não há um dia em que não pense em ti, não há um dia em que não pense em mim - e em como sou muito mais feliz agora.

6 comentários:

Margarida disse...

que saudades que tinha

Inês disse...

Amei :) está espectacular

Lady C disse...

Acredita que vai mesmo haver um dia em que não vais pensar nele de todo, e aí sim, vais sentir.te completamente livre :)

Danii disse...

adorei susaninha! vai haver sempre aquela lembrança, por muito mínima que seja, mas vais pensar de outra maneira e em como tudo um dia se esquece :)

Joana disse...

gostei tanto e adequa-se tanto a mim! gosto imenso quando leio um texto e me vejo nele e foi o que aconteceu aqui. gostei mesmo :) parabéns!

Green disse...

Ainda bem que já estás nesse fase, o tempo cura tudo, dizem, e é bem verdade.