segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Eu e os outros

Sempre que tenho de tomar uma decisão, peço a opinião a meio mundo. Conto mil e quinhentas vezes a mesma história, a mil e quinhentas pessoas diferentes. Repito as mesmas frases. Oiço disparates. Raspanetes. Coisas tão diferentes umas das outras. Há quem diga que estou a ser burra na minha vida. A deixar-me guiar pelo que os outros dizem. Deixando, assim, que alguém que não eu decida o que vou fazer. Mas isso não é verdade. De todo. Porque o que interessa, é que acabo sempre a fazer o que eu quero. Posso ouvir todos os conselhos, experiências ou opiniões. Só que no fim... no fim sou eu quem escolhe. É isso que ninguém percebe - que pedir opiniões, eu vou sempre pedir. A diferença reside no momento em que opto por uma porta em vez de outra, por dizer que sim quando toda a gente me ofereceu um não. Eu é que sei. Mesmo que a minha cabeça se torne num verdadeiro dilúvio de pontos de interrogação por não saber o que está certo. Afinal o que está certo, é o que acaba por acontecer, não é?

4 comentários:

Noa disse...

Eu acho que pedir opinião é sempre importante.

Sabor Adocicado disse...

Sabes que às vezes peço uma opinião e assim que a ouço sei exactamente aquilo que quero e, muitas vezes, é o oposto da opinião que me deram. Acho que verbalizar as coisas ajuda :)

Green disse...

Pois, entendo-te perfeitamente.

Danii disse...

Acontece exactamente o mesmo comigo :)