sábado, 31 de julho de 2010

um dia na piscina, com a realeza

e hoje estava eu a dedicar-me à minha natação, na piscina das arribas, quando começo a ouvir alguém falar alto demais. duas senhoras decidiram começar as discutir, assim sem mais-nem-menos, e eu (como toda a gente que frequentava a piscina), pus-me a tentar ouvir. os senhores, que estavam nas espreguiçadeiras voltadas para a entrada, deixaram as suas coisas nos seus sítios, e foram para a esplanada comer. passado uns minutos, dizem que chega uma senhora na sua meia-idade, e resolve tirar as coisas dos senhores das cadeiras deles, e abancar ali, como quem não quer a coisa. claro que os senhores se exaltaram, e decidiram logo pedir satisfações à outra querida, e dizer-lhe que aquele lugar era deles e blá-blá-blá. e não é que a senhora puxa das suas finezas e começa a insinuar que lhe estavam a chamar maluca, e dá-lhe para dizer que o marido dela é barão. ahahah, riso total na população da piscina. agora a senhora acha que lá por ser baronesa, se dá ao direito de tirar o lugar aos outros. depois da piada que a senhora disse, e depois de mais uns gritos, ela resolve dizer aos funcionários da piscina que tal cena não se admitia, porque ela frequentava aquela piscina há mais de trinta anos, e que tem todo o direito de fazer aquilo, porque os outros senhores não estavam nas cadeiras (ela tirou as malas e as toalhas dos lugares deles). deu para rir um bocadinho, esta cena, em que uns pensam que são filhos e que os outros só têm direito de serem enteados, lá porque é lá dos barões e 'tá ali há trinta anos. ridiculo, não?

1 comentário:

Rute disse...

Obgdaa por seguires, tmb ja tou (: