sexta-feira, 8 de abril de 2011

não é só em altura que se cresce

não gosto de mudanças. nem de algumas voltas que a vida dá. tão pouco gosto de hábitos diferentes, a maior parte das vezes. mas cada vez mais me apercebo o quanto gosto de crescer. crescer devagarinho, a passo de caracol, como quem não quer a coisa. dar conta do que aprendi, poucas vezes - avançando sempre mais um degrau, mais um quilómetro. crescer com os erros, crescer nas entrelinhas, crescer na importância que se dá a cada coisa - cada vez menos às coisas más; cada vez mais às coisas boas. crescer, mas não crescer. é qualquer coisa no meio dos dois, mas que me faz chegar a casa todos os dias com mais uma lição aprendida, com mais uma ferramenta que tão bem serve para me aprimorar, para que, dia após dia, cada vez seja mais pequena a necessidade de crescer. já disse que não quero crescer?

4 comentários:

Inês disse...

gostei muito :)

Nokas disse...

Mas faz parte...e às vezes temos que crescer à força!

Mafalda Kusheidw disse...

gostei bastante (:

Lolis disse...

Muita gente não gosta de mudança, mas estamos sempre sujeitos a isso durante nossa vida...
cresce faz parte...
Adorei o texto!bjus querida!